O garoto e o tempo

tempo 3

O tempo passou
O garoto cresceu
Tantas coisas aconteceram a este
A mando daquele

O tempo
Obstinado
Por vezes cruel
Manda e desmanda
E garoto obedece

O garoto
Mesmo em sua obediência
Sorri
Pois nem tempo sabe
Que garoto conta com ele

“Passe tempo
Passe rápido
Mude tudo
Mude as perspectivas de mundo”
Garoto sonha e pede em silêncio

Um não pensa
Age

Outro não age por medo
E pensa demais

Tempo e garoto tem acordo bilateral
Continuarão os dois
Lado a lado
Tempo, promete tentar não prejudicar garoto
E garoto tenta não perder tempo

Ambos quebram a promessa em alguns dias
Tempo mais que garoto
É de sua natureza
Pois ao passar incessantemente retira algumas coisas do outro
Afasta
Machuca um pouco

O último, calado, aguenta
Espera calmamente que tempo lhe conceda os benefícios concedidos
E como vento
Sorrindo e fluido
Continua

Por vezes garoto quer reclamar
Tantas coisas que há para falar
Mas tempo
(E nisso é cruel)
Lhe toma a intimidade um dia tão próxima
Que lhe permitiria tudo dizer

Não se sabe se tempo pretende castigar garoto
Mas suas promessas jamais serão esquecidas pelo jovem

Devolverá tudo a ele?
Ou estará só brincando com o ingênuo?
Não há como realmente saber

O vento
Pela janela, chama
Para esquecer tempo por algumas horas

Garoto sai
Mas lá
Dentro do coração
Ainda sente..

Tic Tac
O indiscutível relógio do mundo
Continua batendo
Lhe encurtando a espera
Ou a vida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s